Performance “Não temos cura” | Gastón Severina | 22a Parada LGBTI+ São Paulo